Equipes que ficaram de fora do Major Rio 2022

Counter-Strike: Global Offensive
47d
Matheus Santos
O Major é o campeonato mais importante do cenário profissional de Counter Strike, é nesse campeonato que junta as melhores equipes para mostrar o que há de melhor, é nele também que as equipes guardam as melhores táticas e se esforçam o bastante para vencer, mas hoje iremos ver algumas equipes de grande expressão, tanto de títulos como habilidade para vencer o campeonato que talvez tenham guardado tanta tática ou não se esforçaram o bastante para o Major que se esqueceram de antes se classificar para ele.

Começando pelo RMR Europa A que tinham vários times que estão presente no Major anteriores, mas o que chamou atenção foi a Astralis time dinamarquês que sempre esteve na parte de cima dos ranks de melhor times do mundo, além de serem a 4 vezes campeões mundiais sendo uma em 2017 em Atlanta de 2x1 em cima da Virtus.pro e uma hegemonia da Astralis vencendo 3 vezes consecutivas o campeonato, uma em 2018 em Londres de 2x0 na Natus Vincere (NAVI) e duas em 2019 em Katowice (Polônia) de 2x0 na ENCE e em Berlim de 2x0 na AVANGAR.

Outra surpresa foi a G2, que no RMR ser a quarta pior equipe do campeonato, surpreendendo a todos devido que nos últimos vem vindo em Ascenção principalmente pela entrada do novato e muito habilidoso m0NESY que reviveu a equipe, que após o penúltimo campeonato em 2021 ser vice campeão mundial perdendo para a NAVI na final.

Apesar da Forze em 2019 ser equipe campeã do Minor de CSGO, ela possui problema de ser um time que varia em colocações de campeonato tier A e B e nunca ter sido campeão ou até ter chego na final é uma surpresa a equipe ficar de fora por quase sempre estar presente nos campeonatos

No outro lado no RMR Europa B foi um pouco mais normal, pois as favoritas a se classificarem como NAVI, ENCE, OG, Heroic, Vitality, BIG, MOUZ e Outsiders se classificaram, algumas com um pouco mais de sofrimento, mas prevaleceram sua predominância no cenário europeu.

Mas uma equipe que quase conseguiu arrancar uma vaga para o Major foi a Team Falcons, que tem jogadores experientes como  “Misutaaa”  e o 2 vezes campeão do major “NBK”.

 

Agora indo para o RMR das Américas, temos vários times que facilmente poderiam estar no Major, começando pela equipe norte americana Complexity Gaming que já teve passagem do 2 vezes campeão mundial Coldzera. Quase conseguiu a sua vaga para o Major perdendo na ultima chance para o The Last Dance da Imperial de Fallen e companhia.

E agora uma coletânea de equipes brasileiras, Pain Gaming uma das equipes que na maioria das vezes está com sua vaga no mundial, mas infelizmente não conseguiu sua vaga por pouco.

MIBR uma equipe tradicional no cenário mundial principalmente quando teve no time com fallen, fer, taco, coldzera e etc..., mas atualmente não vive de seus melhores momentos e ainda mais com as recentes mudanças na equipe.

E para finalizar, Team One, uma equipe brasileira desde a época do de BT0 e MCH que vem mostrando bons resultados até revelando jogadores bons como o TRK e atualmente vem participando e vencendo qualifiers mas não foi o suficiente para se classificar para o Major em casa.

Image source : ge.Globo

Comentário (0)

Nenhum comentário ainda

Faça login e seja o primeiro a iniciar a conversa!

Login para comentar sobre esta partida
Últimas notícias
Heroic vence a Blast Premiere fall finals
Heroic vence a Blast Premiere fall finals
O Campeonato da Blast é muito prestigiada pelos jogadores e organizações, e todos desejam vencer o campeonato pelo menos uma vez. Na fall Finals só restaram 8 equipes, 6 delas vieram da Fall Groups e 2 por classificatórias. Fall Groups Pelo Fall Groups tivemos: OG Natus Vincere Team Liquid Faze Clan G2 Esports Ninjas in Pyjamas Classificatórias Nas classificatórias tivemos: Heroic A heroic venceu sua classificatória diante da outra equipe dinamarquesa Astralis por 2-0 Fluxo Já o Fluxo venceu sua<span class="read-more">more</span>
16h
Matheus Santos
Coldzera comenta a diferença da AWP e Operator
Com a entrada do Valorant no mercado de FPS muitas questões e comparações são feitas de ambos os jogos mesmo com suas diferenças de habilidades, mapas e conceito. Mas o brasileiro, atualmente pro player da 00Nation e bicampeão mundial de Counter Strike, coldzera trouxe o que dizer nas últimas semanas, após seus comentários no Twitter sobre a diferença entre a AWP (CSGO) e Operator (VALORANT), ambas snipers. Segundo coldzera, ele considera que o rifle de precisão do Valorant é mais<span class="read-more">more</span>
1d
Matheus Santos
CS:GO: GC Masters Feminina 6 acontecerá em dezembro
O torneio com premiação de R$60 mil, Master feminino, desta vez conta com uma temática medieval. O Gamers Club anunciou oficialmente as seis mulheres do GC Masters of Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Desta vez, o campeonato com tema medieval e premiação de R$ 60 mil acontecerá no início de Dezembro.   Ligas femininas a participar Assim como da última vez, há seis times no torneio. Além disso, os nomes já estão definidos nas ligas femininas e também na competição fechada<span class="read-more">more</span>
2d
Monica Pimentel
De volta ao lar - Golden Guardians traz o melhor suporte no LCS para iniciar a reconstrução da equipe em 2023
Depois de passar várias temporadas como um time mediano na LCS, o Golden Guardians adquiriu um dos jogadores de suporte mais experientes da liga para começar a entressafra de League of Legends de 2022 com força. O Choi “huhi” Jae-hyun está assinando com Golden Guardians como o novo suporte inicial da equipe após dois anos de sucesso com 100 Thieves, a organização anunciou hoje. Isso também marca a segunda vez que ele jogará pela organização em sua extensa carreira na<span class="read-more">more</span>
3d
Monica Pimentel
S1mple o jogador da década
Durante o mundial de Counter Strike: Global Offensive, IEM MAJOR Rio 2022  tivemos antes das semifinais a divulgação da ESL com a lista dos jogadores da década. O jogador Ucraniano Oleksandr “s1mple” Kostyliev que foi eliminado nas quartas de finais pela equipe da casa, Furia, em uma virada muito importante para a equipe brasileira. A votação é feita por jurados, jurados esses que são dividos em analistas e jogadores profissionais, e na avaliação o jogador ucraniano foi o melhor da<span class="read-more">more</span>
5d
Matheus Santos
O mapa icônico Dust 2 foi oficialmente removido do CSGO
Em um dia sombrio para o Counter-Strike: Global Offensive grinders em todos os lugares, o Dust 2 foi removido do conjunto de mapas de serviço ativo. A Valve anunciou uma nova rodada de mudanças na jogabilidade após a conclusão do Rio Major.  O mapa mais amado Dust 2 foi removido do pool de serviço ativo e foi substituído por Anubis.  O M4A1-S e o AWP também receberam nerfs substanciais, o que terá grandes implicações para as cenas competitivas e casuais. <span class="read-more">more</span>
7d
Monica Pimentel
Skin de arma do CSGO sendo vendida por mais de US$ 400.000
Um fã de Counter-Strike: Global Offensive coloca uma capa de arma extremamente rara à venda online com um preço absolutamente exorbitante. Um jogador de Counter-Strike: Global Offensive pode ter um dia de pagamento potencialmente alto depois de colocar uma capa de arma rara à venda, afirmando que eles "aceitarão ofertas acima de $400.000". Empreendimento lucrativo A troca de skins de armas raras e exclusivas para o jogo de tiro militar online da Valve provou ser um empreendimento lucrativo para alguns<span class="read-more">more</span>
8d
Monica Pimentel
Valve traz Nerfs e rotação de mapas para o competitivo
Em menos de 1 semana após a conquista da Outsiders no Major que aconteceu no Brasil, na sexta feira dia 18 de novembro a Valve produtora do Counter Strike: Global Offensive anunciou mudanças para o competitivo, entre elas temos Nerfs em algumas armas e rotação de mapas. Nerfs Os Nerfs em questão são do rifle M4A1-S que sofre a diminuição no modificador de dano da arma em longas distâncias de 0.99 para 0.94. Essa diferença parece pouca, mas sempre faz<span class="read-more">more</span>
8d
Matheus Santos
K0nfig está pronto para reiniciar carreira profissional no CS:GO
A estrela dinamarquesa do CS:GO Kristian 'k0nfig' Wienecke detalha sua jornada para recuperação e auto-aperfeiçoamento depois de estar no centro das atenções pelos motivos errados, pois pretende encontrar uma nova equipe para 2023. Pronto para voltar com tudo “Estou pronto para voltar”, diz k0nfig com segurança. O jogador parece relaxado e satisfeito onde está neste momento, um nítido contraste com como se sentiu há apenas dois meses após a experiência traumática pela qual passou. Consequências da briga em Malta A<span class="read-more">more</span>
15d
Monica Pimentel